Interface do Hyper-V 2016

Olá Pessoal tudo bem?

Hoje vou ensinar toda a interface do Hyper-V, então qualquer outra configuração além do que vou ensinar aqui você encontrará em outros Vídeos e Posts aqui no Blog, e se tiver algo que eu não expliquei aqui, deixa sua pergunta nos comentários.

Mostrei no Vídeo e Post anterior a instalação do Hyper-V, e como próximo passo vou explicar a interface. Normalmente já deixo o Hyper-V fixado no iniciar ou na barra de tarefas pra facilitar o gerenciamento.

Começando pelo lado esquerdo (Nº 1), temos os Hosts físicos de Hyper-V. Se por um acaso não aparecer abaixo seu servidor local, clique em Conectar ao Servidor (Nº 3) e selecione computador local. Então nessa parte esquerda ficarão todos os Hosts do Hyper-V que você tiver conectado (remoto ou local), podendo alterar entre os servidores rapidamente e gerenciar as VMs sem precisar ficar conectando remoto em cada servidor via RDP.

interface-hyper-v-1

Na parte Central (Nº 2) clicando em Gerenciador do Hyper-V temos apenas um resumo do Hyper-V explicando que você pode executar cargas de trabalho diferentes e ambientes de forma isolada.

Na parte central superior temos então a lista das Máquinas virtuais criadas, onde você pode verificar se estão ligadas, os nomes, tempo que a VM está ligada, quanto de memória que foi definido e também pode clicar com botão direito em cima de alguma VM e realizar alguma ação desejada.

interface-hyper-v-2

Aqui em Pontos de verificação, você consegue criar checkpoints que são como fotos instantâneas de como está seu servidor no momento. Então se você quiser fazer algum procedimento em seu servidor ou mesmo aplicar novos updates, e quer garantir que se ocorrer algum problema você consiga resolver de forma rápida, restaurar o checkpoint pode ser a solução.

interface-hyper-v-3

E na última parte quando você seleciona uma VM aparecem várias informações interessantes para gerenciar em tempo real, sem precisar abrir as configurações de cada VM, como geração da VM que é a versão do vhd ou vhdx criado, um preview da tela do sistema, observações sobre a máquina que pode parecer não importante, mas se você tiver muitas máquinas virtuais fica difícil lembrar o que tem dentro de cada uma, o que foi instalado, então esse campo pode ser de grande ajuda.

Temos também memória de inicialização, memória dinâmica, IP, nome do adaptador e replicação.

interface-hyper-v-4

Opções do Hyper-V 2016

No lado direito temos todas as configurações do Hyper-V.

interface-hyper-v-5
Configurações do Hyper-V

Como primeira função temos a opção Novo onde você pode criar uma nova máquina virtual, disco ou disquete. Em discos temos uma nova feature no Hyper-V 2016 que em português se chama Conjunto de VHDs e em inglês VHD Set, que serve pra compartilhar um mesmo VHD entre servidores e clientes. Apesar de já existir o Shared VHDX o VHD Set elimina algumas limitações que havia no Shared VHDX como backup e replicação do disco.

interface-hyper-v-7

Temos também como criar disquete virtual onde você pode anexar esse disquete em um servidor cada vez para transferir dados, só que é limitado ao tamanho do disquete 1.44mb. Se não houvesse limite baixo, poderíamos colocar por exemplo um executável de antivírus com 300mb nesse VFD e simplesmente desativar de uma VM, e anexar esse vfd em outra e passar os dados ou instalar, sem precisar desligar a máquina virtual, chamado de hot plug.

Em importar Máquina Virtual basta selecionar a pasta onde tem o arquivo de configuração da VM, e não o disco vhd ou vhdx.

Em configurações do Hyper-V podemos configurar pasta padrão para as VMs, definir placa de vídeo que será usada no RemoteFX, configuração do teclado, live migration entre outros.

interface-hyper-v-8

Abaixo em Gerenciador de Switch Virtual, você pode criar vários tipos de conexão de rede, tanto cabeado como adaptador wireless.

interface-hyper-v-9

Em gerenciador de SAN Virtual é possível conectar as VMs diretamente nos adaptadores de fibra. Isso significa que a Máquina virtual conversa diretamente com o Storage via fibra, suportando altas cargas de trabalho.

interface-hyper-v-10

Em editar disco você consegue fazer várias funções como Expandir, Mesclar, compactar e converter um disco, conseguindo transformar um disco vhd para vhdx ou vhdx para vhd, ou também disco dinâmico em fixo.

interface-hyper-v-11interface-hyper-v-12

Em inspecionar disco você consegue ver informações do vhd ou vhdx como tamanho, local armazenado, nome, tipo, ver se tem algum disco diferencial anexado e inspecionar esse outro disco numa cadeia de discos, pois quando você cria vários checkpoints os discos se correlacionam, então é muito bom essa função para entender qual disco está interligado entre si.

interface-hyper-v-13

A opção Parar Serviço serve para fazer alguma manutenção no servidor para resolver algum problema.

interface-hyper-v-14

Como podemos conectar a servidores remotos, a opção Remover Servidor serve para excluir algum Host Hyper-V da sua lista.

A opção atualizar serve apenas para fazer um refresh das informações na tela, caso algo não tenha ainda alterado.

Em View ou Exibir seria para você adicionar ou remover colunas ou colocar e tirar menus do hyper-v.

Menu Ajuda onde tem mais informações que te leva para o site da Microsoft.

Opções das Máquinas Virtuais

interface-hyper-v-6
Opções das VMs

Na parte das máquinas virtuais temos várias outras opções como Conectar na VM, onde abre a sessão do sistema operacional.

Configurações temos todas as configurações que podem ser feitas dentro de cada VM.

interface-hyper-v-15

Desativar seria a função Turn off, conhecida como segurar o botão de desligar por 4 segundos do PC. Ele serve pra desligar a VM que não consegue receber o comando de Desligar, em inglês shutdown. Como exemplo, tenho essa VM sem sistema operacional, se eu clicar em desligar não vai ser possível, pois não tem nenhum SO para receber o comando.

Então o desligar seria uma opção para desligar a VM de forma correta, como se fosse em Iniciar, desligar sem corromper o Windows. No vídeo mostro que se você tentar desligar uma VM sem sistema operacional, ela irá ocorrer um erro, pois não tem S.O. pra receber o comando correto para desligar, então nesse caso abaixo devemos clicar em Turn Off.

interface-hyper-v-16

Salvar a máquina permite você parar por exemplo no meio da instalação de um System Center em que você esteja testando e precise voltar outra hora pra terminar. Para não desligar e perder tudo, o salvar congela a VM no disco físico.

Pausar a VM serve para parar a máquina no instante em que está usando, podendo retomar em um segundo, já o Salvar leva um tempo a mais para voltar, pois pega toda a VM e joga na Memória RAM a informação que foi salva anteriormente. Resumindo o Salvar seria o Hibernar no PC onde tudo que está na memória RAM e no PC, mantém armazenado num arquivo chamado hyberfil.sys e mesmo desligando o PC tudo voltará como antes e o Pausar seria o Suspender do PC, onde se você tirar a energia você perde tudo, pois quando suspende ele mantém a informação na RAM.

Redefinir seria como apertar o reset do PC.

Ponto de verificação já expliquei que são os instantâneos ou fotos que você tira do momento exato que parou.

interface-hyper-v-17

Mover você consegue fazer 3 opções diferentes, onde consegue mover toda VM para outro local, mover só os discos, ou mover cada arquivo pra um lugar diferente.

Exportar você consegue fazer uma cópia da VM mesmo em funcionamento pra outro local para poder testar, e resolver algum problema, sem ter que parar a VM.

Renomear somente pra trocar o nome da VM.

Temos também o Habilitar Replicação que serve pra fazer Live Migration.

Bom pessoal, essa é a interface do Hyper-V, como estou fazendo vários vídeos e posts para explicar o funcionamento de todo Hyper-V, caso não tenha esclarecido suas dúvidas, deixe sua sugestão para os próximos vídeos e posts aqui embaixo, se inscreve no blog e no Youtube, pois o Hyper-V 2016 tem novidades e vou postar todas elas aqui.

 

Anúncios

Obrigado por comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s